domingo, 26 de junho de 2011

A primeira queda. Aquela que ninguém esquece.

No Pacaembu cheio de corintianos, o São Paulo caiu pela primeira vez. É bem verdade que continua líder do campeonato brasileiro. É bem verdade que ainda tem 5 vitórias consecutivas. Mas também é verdade que lá se foi o 100% de aproveitamento. Como também é verdade que o Corinthians lavou a alma depois de ter sofrido o 100º e histórico gol de Rogério Ceni, dias atrás. O placar de 5 a 0 expressa, realmente, o que foi o jogo entre Corinthians e São Paulo.  E é aí que reside a maior derrota do tricolor paulista. A seqüência sem Lucas – e daqui a pouco sem muitos outros na seleção brasileira sub-20. O São Paulo não tem peça de reposição. É o velho discurso da Era Muricy Ramalho. Não adianta ter um time, é preciso ter elenco. Sem isso, a primeira queda não será a única.
Cair pela primeira vez é tão dolorido que, para alguns, deveria ser proibido, por decreto, por regulamento, por lei, sei lá. Com 110 anos de existência, o River Plate, da Argentina, sofreu sua primeira queda para a 2ª divisão do futebol argentino. Jogadores e torcedores, aos prantos, pareciam não acreditar naquilo que chega para qualquer um quando as obrigações não são cumpridas. Lá se foi o River Plate. E até demorou para o rebaixamento chegar. Basta ver quanto tempo o River já não disputa a Libertadores da América.  E já venceu a Libertadores duas vezes. Só de história não dá para viver.  Torcedores e policiais ficaram feridos, ontem, em Buenos Aires, após o jogo. Essa é a pior derrota. Não faz voltar o que está decidido e deixa marcas, desnecessárias. Tristes, porém desnecessárias.

3 comentários:

  1. Fernando Grimaldi26 de junho de 2011 22:27

    Parabéns pelos textos. Sou seu fã. Fernando, paulistano de Recife.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Nivaldo de Cillo, você é um grande repórter! Você é incrível!

    ResponderExcluir
  3. Nivaldo sempre incrível.
    Em poucas palavras, "fala" o que muitos não conseguiriam com um livro.
    Parabéns Nivaldo!!!

    ResponderExcluir